Resenha Histórica

 

Na Praça Luís de Camões, a norte da cidade da Póvoa do Varzim, situa-se a Escola Secundária de Rocha Peixoto.

Sendo esta cidade no século XIX a mais frequentada praia do norte do país, com um ciclo estival de seis meses e, ao mesmo tempo, a mais abundante praça de pescado fresco e salgado, muitos comerciantes vieram de outras terras fixar-se aqui abrindo assim, aos jovens, um novo campo de trabalho.

Em 1982 foi criada a Associação Comercial, congénere das existentes nas principais cidades do país, a qual criou imediatamente aulas de escrituração marcantil e contabilidade comercial. Esta iniciativa originada uma nova realidade sócio-profissional que mais tarde ou mais cedo exigiria intervenção dos poderes públicos que, acabou chegando quando em 1924, foi criada "na Vila da Póvoa de Varzim, do distrito do Porto, uma escola industrial que se denominará de Patrão Sérgio.

Em 21 de Novembro do mesmo ano, a escola passa a denominar-se Escola Industrial e Comercial de Rocha Peixoto, em homenagem "ao ilustre professor de ensino técnico e distinto etnólogo", ficando a secção de pesca com o Patrão Sérgio como patrono. Ao longo dos anos até ao ano 1948 foi mudando de nome, conforme saiam decretos de lei que tal indicavam até que, em 1948 passa então a ser a Escola Comercial e Industrial da Póvoa do Varzim.

Dez anos depois, no ano lectivo de 1972/1973, a nova casa albergava 1019 alunos, estando 437 organizados em 22 turmas dos cursos diurnos, 195 em 15 turmas dos cursos noturnos e ainda 387 pertencentes às 13 turmas da secção masculina da Escola Preparatória de Eça de Queirós.

Em 22 de Novembro de 1979, a Portaria 608/79 traz nova alteração do nome da escola, assumindo ela o nome que ainda hoje transporta: Escola Secundária de Rocha Peixoto. Em 1981, com a presença do Senhor Ministro da Educação e Cultura de então, Professor Doutor José Augusto Seabra, realizou-se, no Ginásio, uma sessão solene em homenagem a Rocha Peixoto que volta a ser o nosso patrono.

A modernização das instalações que se iniciou no final do ano lectivo de 2007/ 2008, permite-nos usufruir de uma maior área construída (13 500 m2) que se espalha por velhos e novos edifícios, nomeadamente o edifício reservado às estruturas de gestão e o pavilhão gimnodesportivo que é um dos melhores da cidade. Esta remodelação, executada ao abrigo do Programa de Modernização das Escolas do Ensino Secundário e inaugurada pelo Primeiro Ministro, José Sócrates e pela Ministra da Educação, Isabel Alçada, em 16 de Janeiro de 2010, permitiu um aumento da capacidade de ocupação que se traduziu em mais turmas.

Paralelamente ao funcionamento do ensino regular, de 3ºciclo e Cursos Cientifico-Humanísticos, e porque a Escola nunca quis deixar cair uma tradição que tinha de formação de bons profissionais tanto nas áreas do serviços como da indústria, tudo foi feito para pôr a funcionar cursos de formação profissional.

Hoje a escola tem 182 professores, 1656 alunos, 409 alunos do 3º ciclo do ensino básico diurno, 848 alunos do ensino secundário dos Cursos Cientifico Humanísticos e 389 alunos do ensino secundário dos Cursos Profissionais.

 

back 48 home 48