SAÚDE ESCOLAR

 

selo escola saudavel

Selo Escola Saudável pretende reconhecer uma Escola onde sejam referência:

- O bem-estar da comunidade educativa;

- As relações interpessoais saudáveis;

- A participação da comunidade educativa;

- Os resultados das aprendizagens;

- A imagem positiva da escola.

 

A atribuição Selo Escola Saudável tem como objetivos:

1. Distinguir e reconhecer publicamente as escolas que implementam políticas, estratégias e ações concretas de promoção e educação para a saúde;

2. Incentivar as escolas a abordar a saúde e o bem-estar de forma sistemática e integrada e inscrever essa política no projeto educativo.

3. Incentivar as escolas a avaliar e partilhar, de forma sistemática, sobre a promoção e a educação para a saúde;

4. Identificar as escolas que promovam as capacidades relacionadas com o desenvolvimento de conhecimentos e competências e com o compromisso de todos os membros da comunidade educativa para com a saúde e o bem-estar.

 

Certificado na Gestão de Resíduos de Óleos Alimentares

certificado oau 2021

 

Assim a Escola promove:

Programa Nacional de Saúde Escolar

O Programa Nacional de Saúde Escolar (PNSE|2015), instrumento orientador das políticas nacionais, no que à promoção da saúde em meio escolar diz respeito, resultou da necessidade de adequar o anterior PNSE aos novos desafios que se colocam atualmente à saúde da população portuguesa, especialmente de crianças e jovens, e à reorganização dos Serviços de Saúde. O PNSE|2015 foi concebido tendo em conta o Plano Nacional de Saúde 2012-2016 e a sua revisão e extensão a 2020 (PNS), os objetivos e estratégias da Organização Mundial de Saúde (OMS) para a Região Europeia, Health 2020 e os princípios das EPS, School for Health in Europe (SHE). O novo paradigma de intervenção da Saúde Escolar visa contribuir para a obtenção de ganhos em saúde através da promoção de contextos escolares favoráveis à saúde. No quadro conceptual do PNSE|2015, a promoção da saúde, em particular da saúde mental, constitui o núcleo central das intervenções da Saúde Escolar, apoiadas por métodos ativos e trabalho por projeto, que valorizem a promoção de competências sociais e emocionais.

In: http://www.arsnorte.min-saude.pt/promocao-da-saude/programa-nacional-de-saude-escolar/#content

Vários estudos têm demonstrado que a maior parte dos problemas de saúde e dos comportamentos de risco, associados ao ambiente e aos estilos de vida, pode ser prevenida ou significativamente reduzida através de um programa de saúde escolar efetivo.

 

O Programa Nacional de Saúde Escolar tem como finalidades:

- Promover e proteger a saúde e prevenir a doença na comunidade educativa;
- Apoiar a inclusão escolar de crianças com Necessidades Específicas;
- Promover um ambiente escolar seguro e saudável;
- Reforçar os fatores de proteção relacionados com os estilos de vida saudáveis;
- Contribuir para o desenvolvimento dos princípios das escolas promotoras da saúde.

passe

A alimentação saudável é um dos determinantes da saúde cuja promoção é considerada prioritária nos programas de Promoção da Saúde dos Ministérios da Saúde e Educação. O Programa Alimentação Saudável em Saúde Escolar (PASSE) está estruturado de forma a cruzar os contributos da Psicologia da Saúde com os da Nutrição e com os da Saúde Pública, permitindo desta forma que a intervenção assuma um carácter multidisciplinar.

Este modelo estruturado permite uma fácil implementação e pressupõe uma visão comunitária da intervenção em saúde escolar.

O grupo alvo principal são os alunos e o objetivo primordial deste programa é que os alunos desenvolvam atitudes e crenças tendentes a opções responsáveis e conscientes, nomeadamente no que se refere às escolhas alimentar

In: http://www.arsnorte.min-saude.pt/promocao-da-saude/passe-programa-alimentacao-saudavel-em-saude-escolar/#content

 

Objetivos PASSE (Programa Alimentação Saudável em Saúde Escolar)

- Promover e proteger a saúde e prevenir a doença no âmbito da alimentação saudável na comunidade educativa;

- Promover um ambiente escolar seguro e saudável em termos qualidade e segurança alimentar;

- Reforçar os fatores de proteção de doença relacionados com a alimentação saudável.

A alimentação saudável é um dos determinantes da saúde cuja promoção é considerada prioritária nos programas de Promoção da Saúde dos Ministérios da Saúde e Educação. O Programa Alimentação Saudável em Saúde Escolar (PASSE) está estruturado de forma a cruzar os contributos da Psicologia da Saúde com os da Nutrição e com os da Saúde Pública, permitindo desta forma que a intervenção assuma um carácter multidisciplinar.

Este modelo estruturado permite uma fácil implementação e pressupõe uma visão comunitária da intervenção em saúde escolar.

O grupo alvo principal são os alunos e o objetivo primordial deste programa é que os alunos desenvolvam atitudes e crenças tendentes a opções responsáveis e conscientes, nomeadamente no que se refere às escolhas alimentar.

In: http://www.arsnorte.min-saude.pt/promocao-da-saude/passe-programa-alimentacao-saudavel-em-saude-escolar/#content

presse

O PRESSE é o Programa Regional de Educação Sexual em Saúde Escolar promovido pela ARS Norte, I.P., inserido na área funcional de Promoção e Proteção da Saúde do Departamento de Saúde Pública galardoado, em cerimónia decorrida em Singapura, com o Primeiro Prémio de Excelência e Inovação em Educação Sexual, pela Associação Mundial de Saúde Sexual (WAS), após candidatura à categoria de programa governamental. O PRESSE apoia a implementação da educação sexual nas escolas de uma forma estruturada e sustentada, envolvendo um trabalho conjunto entre profissionais de saúde escolar e professores. É um programa implementado em escolas públicas e privadas da região Norte, em parceria com a DGEstE Norte inserido nos projetos educativos dos currículos das escolas. O PRESSE assenta na metodologia de projeto e na intervenção interdisciplinar. É um programa ímpar, com marca registada, cujas caraterísticas de diferenciação são a estrutura e a sustentabilidade bem como o apoio permanente aos profissionais de saúde e educação que o aplicam.

FINALIDADES
Contribuir para a diminuição de comportamentos de risco e para o aumento dos fatores de proteção em relação à sexualidade, dos alunos da região Norte. • Contribuir para a inclusão nos projetos educativos e nos currículos das Escolas da região Norte, de um programa de educação sexual estruturado e sustentado.

POPULAÇÃO-ALVO
O PRESSE tem como população-alvo alunos e professores do 1º, 2º, 3º ciclos do ensino básico e ensino secundário, envolvendo também pais, encarregados de educação, pessoal não docente e restante comunidade possuindo todos estes atores um papel ativo no desenvolvimento deste programa.

In: http://www.arsnorte.min-saude.pt/promocao-da-saude/cosi-childhood-obesity-surveillance-initiative/#content

Pretende-se Contribuir para a diminuição de comportamentos de risco e para o aumento dos fatores de proteção em relação à sexualidade, dos alunos

 

O Bullying e Cyberbullying são fenómenos atuais que estão cada vez mais presentes na nossa sociedade. Devido às consequências e efeitos negativos destes comportamentos para o desenvolvimento e para a saúde mental, é importante (re)conhecê-los.

As formações que a nossa escola vai desenvolvendo de Bullying e Cyberbullying tem como finalidade promover o conhecimento destes fenómenos, de forma a compreender os conceitos associados, assim como permitir reconhecer sinais, com vista à identificação de possíveis casos. Pretendemos ainda desenvolver estratégias de prevenção e intervenção.

 

O cheque-dentista insere-se no Programa Nacional de Promoção de Saúde Oral (PNPSO) do Ministério da Saúde.

Este programa prevê a atribuição de cheques-dentista aos respetivos utentes beneficiários, no caso do contexto escolar, a crianças e jovens com idade inferior a 16 anos.

O âmbito de utilização dos cheque-dentista prevê a promoção da saúde oral, a prevenção e tratamento das doenças orais.

De salientar que a nossa escola trabalha em estreita colaboração com a unidade de saúde escolar da UCC da Póvoa de Varzim tendo tendo um atendimento semanal por parte de uma enfermeira no nosso GABINETE DE INFORMAÇÃO AOS ALUNOS (GIA).